14.7.05

Will computing flow like electricity?

A "computação pervasiva" é a última moda da TI. Computadores em todo lugar? Casas inteligentes? Roupas que sabem quantas vezes foram lavadas? Geladeiras que só deixam você comprar leite desnatado?
Let the software set the flow...

"Industry executives respond to Nicholas G. Carr's contention that utility computing will evolve in much the same way electricity did a century ago."

2 comentários:

Andrei Formiga disse...

Relacionado ao meu post sobre engenharia de software, não dá medo usar software em todos esses lugares, considerando a qualidade média do que se produz hoje ? :)

Andrei Formiga disse...

Sim, concordo que software embutido dá muito menos problema, não por que sabemos fazer esse tipo de software melhor, mas porque ele é menos complexo. Como você disse, seu celular "trava bem menos" que o PC, mas ainda trava :)

E o problema é, cada vez mais nossas vidas vão dependendo de software, em muitos aspectos. Esse nível de qualidade é claramente inaceitável quando coisas mais críticas começam a depender de software que é essencialmente imprevisível.

Uma coisa que pouca gente tem idéia é que desde o fiasco do bug de divisão do Pentium, a Intel investe pesado em métodos formais para verificação do projeto dos seus chips; as concorrentes, obviamente, seguiram a mesma direção e hoje em dia nenhum chip sai da sala de projeto para a planta da fábrica sem ter sido verificado formalmente, com provas matemáticas que ele funciona como especificado.

Outro ponto onde métodos formais são usados corriqueiramente é no projeto de protocolos. Um conhecido meu está trabalhando na Microsoft Research atualmente nesse ramo.

E por falar em Microsoft, existe uma ferramenta desenvolvida internamente pelo pessoal da MSR que verifica drivers. Usa essas técnicas de métodos formais e verificação de modelos (model checking) e foi escrita em OCaml.

Esses exemplos seriam quase impensáveis há meros 10 anos. Imagine o que pode acontecer 10 anos para frente...